As tendências de mídias sociais impactam tanto os usuários quanto as marcas,  e elas já estão aproveitando as vantagens dos novos recursos para fortalecer e acelerar seus negócios.

 

No ano passado, muitos conteúdos significativos envolveram mídias sociais: o Facebook atraiu usuários do Snapchat para o Instagram, o presidente dos Estados Unidos comunicou posições oficiais de política em 140 caracteres e a Apple anunciou planos para alterar a maneira como interagimos com nossos dispositivos móveis.

Neste ano, a mídia social está preparada para criar ainda mais interrupções à medida que uma série de novos avanços tecnológicos se tornarem predominantes. Aqui estão as 10 principais tendências de mídias sociais para aplicar ainda este ano e crescer o seu negócio.

 

1. A ascensão da realidade aumentada

Os smartphones mais recentes fabricados por gigantes da tecnologia já incorporam recursos que permitem aos telefones oferecer aos usuários experiências extraordinárias de realidade aumentada, como os avatares reproduzidos diretamente das câmeras, e inúmeros apps dos mais diversos segmentos. Embora a realidade aumentada tenha seu impacto inicial nos jogos para dispositivos móveis, é provável que as plataformas de mídia social também encontrem maneiras de incorporar a nova tecnologia.

Por exemplo, é possível que o Snapchat ou o Instagram em breve suportem filtros que permitam aos usuários fazer uma selfie com um amigo ou celebridade projetado via realidade aumentada. Da mesma forma, as marcas já projetam seus produtos nas residências dos usuários de mídias sociais por meio de filtros especiais, a exemplo da IKEA .

2. Aumento da popularidade dos Stories do Instagram

Mais de 200 milhões de pessoas usam o Instagram Stories todos os meses, o que é mais de 50 milhões a mais do que aqueles que usam o Snapchat – e o Instagram Stories tem apenas um ano! Nesse ritmo, quase metade de todos os usuários do Instagram usarão as Stories até o final de 2018. Isso significa que as marcas interessadas em se conectar com os usuários do Instagram precisam dedicar seu tempo para dominar completamente o Stories do Instagram.

 

3. Investimento contínuo em marketing de influenciadores

Mais de 90% dos profissionais de marketing que empregam uma estratégia de marketing de influenciadores acreditam que ela é bem sucedida. Empresas como a North Face, a Hubspot e a Rolex usam estratégias de marketing de influenciadores baseadas em mídias sociais para se conectar com novos públicos e melhorar o engajamento com os públicos existentes.

Neste ano, vimos que as marcas que optaram por estratégias tradicionais de publicidade se esforçaram para se conectar aos usuários de mídia social. No próximo ano, é provável que mais marcas adotem o marketing de influência como uma maneira de se conectar com públicos que tendem a ignorar as estratégias tradicionais, vale lembrar que o marketing de influenciadores não é apenas uma das tendências de mídias sociais, mas também, um mercado emergente paralelo.

 

4. Foco na Geração Z

Um estudo recente conduzido pelo Goldman Sachs concluiu que a Geração Z era mais valiosa para a maioria das organizações do que os Millenials. Hoje, os Z’s  mais velhos têm 22 anos. Eles estão apenas começando a entrar no mercado de trabalho e terão um poder de compra maior.

As marcas começarão a reconhecer isso e mudarão suas estratégias de mídia social de acordo. Espere grandes investimentos em plataformas amadas pela Geração Z como o Snapchat e o Instagram.

 

5. Aumento da participação de marcas em plataformas de mensagens

Mais de 2,5 bilhões de pessoas usam plataformas de mensagens globalmente, e ainda assim as marcas ainda estão focadas principalmente em conectar-se com os consumidores através das redes sociais. Em 2018, espere mais investimento das marcas na conexão com os consumidores em plataformas de mensagens. Inteligência artificial, assistentes de voz e chatbots permitirão que as marcas ofereçam experiências de compras personalizadas em plataformas de mensagens como o Messenger e WhatsApp.

 

6. Expansão da transmissão ao vivo

O que antes era um novo truque tornou-se uma parte importante das mídias sociais. Hoje, grandes e pequenas marcas começaram a usar a transmissão ao vivo para capturar a atenção dos seguidores.

A GORUCK, fabricante de mochilas, é um exemplo de uma marca de tamanho médio que aumentou seu alcance ao transmitir conteúdo atraente no Facebook. Milhares de seguidores sintonizaram para assistir a cobertura de 48 horas de uma recente corrida de resistência.

Em 2018, mais marcas começarão a perceber o poder da transmissão ao vivo e a incorporarão em seus planos de conteúdo mensal.

 

7. O domínio dos Hangouts Digitais

O Houseparty é uma plataforma de vídeo usada por mais de um milhão de pessoas por dia. É usado principalmente pela Geração Z como uma maneira de sair com os amigos digitalmente. A plataforma é tão bem-sucedida que o Facebook está investigando maneiras de criar uma funcionalidade semelhante em sua plataforma.

Já vimos o vídeo se tornar cada vez mais importante nas mídias sociais, e os hangouts de grupos de vídeo ao vivo são uma próxima iteração natural dessa tendência. É possível que, em 2018, o Facebook anunciará um produto semelhante ao da Houseparty, que conquistará os usuários, assim como a introdução do Instagram do Stories.

 

8. A popularização do Facebook Spaces

O Facebook não está interessado apenas em streaming de vídeo ao vivo; Eles estão trabalhando em um projeto chamado Spaces, projetado para permitir que amigos se conectem em realidade virtual. Como o Facebook é dono da Oculus, uma empresa de hardware e software de realidade virtual, não é surpresa que a gigante das mídias sociais esteja desenvolvendo uma plataforma para fazer uso dessa nova tecnologia.

O Facebook está pronto para escalar o Spaces em 2018. Quando o fizer, é provável que seja o primeiro produto de mídia social de sucesso em escala real.

 

10. As plataformas sociais adotam políticas de governança mais fortes

Após uma série de decisões controversas durante a eleição presidencial de 2016, as plataformas de mídia social adotaram uma abordagem mais prática para governar a conduta em suas plataformas. O Facebook recentemente entregou milhares de anúncios que parecem estar conectados à interferência russa, e investiu em novas formas de monitoramento humano e de IA.

Dadas as amplas críticas que o Facebook e o Twitter receberam em 2017, é provável que essas plataformas adotem códigos de conduta e políticas de governança que protejam as marcas de futuras críticas.

 

Conclusão

Uma série de novas tendências de mídias sociais impactarão usuários e marcas igualmente, é certo que as marcas/empresas usarão estes novos recursos para aceleração do crescimento dos negócios. É provável que o streaming de vídeo e a realidade virtual se tornem mainstream. Além disso, as marcas se voltarão para plataformas sociais mais recentes, como Instagram e Snapchat, à medida que a Geração Z passa cada vez mais tempo lá.

Com os novos iPhones, a realidade aumentada tem a chance de se tornar parte da mídia social de maneiras inimagináveis em apenas alguns anos. Por fim, o Twitter e o Facebook provavelmente ajustarão ainda mais suas políticas para proteger suas marcas de críticas políticas e fornecer aos usuários melhores experiências on-line.

É importante que sua marca esteja atenta a estas novas tendências de mídias sociais, dentro delas você pode ter acesso a recursos inovadores, até de baixo custo, para usá-los em prol da aceleração do seu negócio, além de otimizar o desenvolvimento da transformação digital dentro da empresa com sua equipe.

Nygma Multimedia

Nygma Multimedia

Agência Digital de Marketing de Conteúdo e Produção de Conteúdo Multimídia