É fácil perceber que tem muita gente falando sobre conteúdo, e mais, escrevendo conteúdo. Agências,  especialistas em mídia, empreendedores e até pessoas comuns passaram a dedicar seu tempo para isso, porém muito desse conteúdo não está sendo bem produzido.

Felizmente, até agora você tem o que precisa, para lembrar de que se você quiser que o seu conteúdo literalmente cresça o seu negócio, ele não pode ser porcaria.

Espero que você esteja pronto para fazer algo sobre isso.

Existe um tema muito pequeno porém muito significativo. Que é importante incorporar quando você está gerando conteúdo para o seu site, blog e meios de comunicação social (off-line, também):

Simplesmente, não é sobre você.

Mesmo sabendo que você é um dos maiores fãs da sua empresa, você não é público-alvo dela. Se você deseja atrair clientes para sua marca e sua comunidade, seu conteúdo precisa refletir o fato de que você entende seu cliente.Que você realmente pensou e considerou os desafios que enfrentam e que tornaram o seu produto ou serviço uma necessidade em suas vidas.

E você precisa fazer tudo isso pensando neles, não em você.

 

Tente usar um conteúdo base, fundacional e conteúdo construtor de comunidade

Em geral, existem dois tipos de conteúdo que você precisa em seu site; Nós chamamos de conteúdo fundacional e conteúdo de construção da comunidade.

Conteúdo fundacional ou de base é o material importante que permanentemente vive em seu site. É o material inerente ao auto-promocional e que explica quem você é e o que você faz.

É sua página “Quem Somos”, suas páginas de vendas (produtos ou serviços), que tendem a ser (mas não sempre) consideravelmente estáticas. O conteúdo fundacional é o material no qual é praticamente impossível não ser sobre você, porque de fato é.Como resultado, a fim de atrair clientes para a sua comunidade com o seu conteúdo de base, você tem que embalá-lo com alto valor.

Conteúdo de construção da comunidade é menos sobre o que você faz e mais sobre o que você sabe. Ele geralmente é publicado em seu blog, é dinâmico e indiretamente promove sua marca (e gera/ganha links). É o que reforça a sua reputação online como especialista. Constrói a confiança, estabelece a credibilidade, e atrai naturalmente as pessoas até você. O conteúdo de construção da comunidade é mais eficaz quando não é auto-promocional. Não precisa dizer o nome da sua empresa. Em vez disso ele precisa estar completamente focado em seu cliente e no valor que você pode oferecer ou direcioná-los para.

A marca Patagônia é um ótimo exemplo sobre fornecer valor em ambos os tipos de conteúdo.Quer se trate de construção fundacional ou comunidade, eles se concentram no cliente, nas suas necessidades e na experiência. Vamos dar uma olhada em alguns exemplos.

O Valor da “embalagem” no conteúdo fundacional

No conteúdo fundacional da Patagônia, eles focalizam na mensagem e não apenas no quão legal seu produto se parece, ou até mesmo na funcionalidade dele (embora eles não escondam essas coisas), eles se concentram também nas preocupações mais amplas de seu público-alvo.

Esta é uma promoção entregue via Email Marketing sobre o produto Encapsil feito pela Down Belay Parka:

Observe como, em vez de apenas se gabar sobre o fato de que este é o melhor produto já feito pela Down Belay Parka (tudo sobre eles). A Patagônia também vai mostrar o que eles significam, fornecendo valor através de vídeo (tudo sobre o cliente).

Se você clicar no vídeo, o conteúdo se vangloria “de como pouco é usado” para fazer o casaco, algo que é importante para os consumidores que respeitam (e são atraídos) pela marca Patagonia. A Patagônia está equilibrando a autopromoção com algo que é útil e melhora a experiência.

Embora a intenção da Patagonia seja vender este produto, eles estão comprometidos em integrar o valor em seu conteúdo fundamental para que eles estejam atendendo seus clientes. A página também está repleta de vídeos adicionais, detalhes, provas sociais, depoimentos de clientes e a oportunidade de conversar ao vivo. Todos. Tipos. De. Valor.

Qual é a estrutura do conteúdo construtor de comunidade

Uma semana depois nós recebemos este Email da Patagonia

Este é Tommy. Ele escala rochas como profissão. Ele é um Embaixador da Patagonia (isso é um título para escaladores de rochas insanos).

Esta promoção de marketing por email é linkada a um post sobre Tommy no blog da Patagonia. Mesmo estando no blog da Patagonia, o post não conecta aos produtos da marca, nem a uma outra propaganda de empresas de escaladas.

É tudo sobre o Tommy, suas aventuras arrepiantes e a sua tendência a ser um comediante.

Este é o conteúdo de construção da comunidade (e provavelmente atrai muitos links também). É indiretamente auto-promocional.

Fala com e para o tipo de pessoas que a Patagônia quer atrair para sua comunidade.Meu palpite (e presumivelmente a suposição da Patagonia também) é que pessoas que gostam de caras como Tommy ressoam com o que a Patagonia representa como uma empresa e querem fazer parte do que estão fazendo (o que significa comprar seus produtos e juntar-se à sua comunidade ).

Você pode fazer isso com uma estratégia de conteúdo

Você não tem que ser uma marca gigante como Patagonia para gerar os tipos de conteúdo que atrairá clientes para sua comunidade. Você só precisa ter uma estratégia de conteúdo que irá levá-lo de onde você está para onde você gostaria de ser.

Uma estratégia de conteúdo ideal alinha os objetivos do seu negócio com as expectativas de seu público-alvo. Se você quiser construir uma comunidade próspera em torno de sua empresa, você tem que ter uma estratégia que considera as pessoas que vão estar lendo seu conteúdo e a experiência que você quer que eles tenham.

O melhor lugar para começar é com uma auditoria de conteúdo do seu conteúdo existente. Se você quiser atrair pessoas para sua comunidade com o seu conteúdo, você tem que fazer valer a pena ler. Isso significa que ao longo dos primeiros meses (e possivelmente além) você vai precisar passar algum tempo transformando o que existe: melhore o que vale a pena, revise e silencie o resto.

Retrabalhando seu conteúdo fundacional

Quando você está auditando seu conteúdo de fundação, preste atenção se ele tem algum valor ou se é tudo sobre você. Certamente seu conteúdo vai ser auto-promocional (é, afinal, seu site), mas você pode comunicar o que você faz ou vender e ainda ser focado no cliente e sua experiência.

Mesmo com suas páginas ‘sobre’ ou ‘política’, você pode usar formas criativas para melhorar a experiência e adicionar mais valor. Você também deve colocar algum pensamento na seguinte linha:

  • Seu por quê
    Já descobriu o por quê? Concentre-se na sua paixão e no que o torna único no seu espaço. Por que você é diferente da sua concorrência? O que é que você gosta de fazer? Deixe muito claro sobre o que você faz bem e por que e, em seguida, faça.
  • Seu cliente
    Quem exatamente você está alvejando (lembre-se, o mundo inteiro não é seu cliente)? Desenvolva uma personalidade em torno deles. Conheça os membros da sua audiência semi-ficcional e mantenha-os em mente enquanto manipula o seu conteúdo.
  • Seus desafios
    Que desafios seu público tem? Defina seus pontos de dor e, em seguida, certifique-se de seu conteúdo trata disso.
  • De onde eles vêm
    Em que nível do funil de conversão o seu cliente pode estar visitando seu conteúdo? A fim de proporcionar a melhor experiência possível, o seu conteúdo deve refletir isso.

Equilibre o “tudo sobre mim” em seu conteúdo de base com o valor que melhor atende seu cliente. Em vez de ter uma página com alguns parágrafos prefira transmitir informações de modo claro.

Complemente as informações textuais com coisas como vídeo, posts, estudos de caso, infográficos e depoimentos:


Mudanças simples podem, fazer uma grande diferença no seu processo de crescimento.

 

Integrar valor em seu conteúdo fundacional é significa duas coisas:

  1. Satisfazendo a intenção do usuário
    A finalidade do seu conteúdo de base é converter. Se você não fornecer nada, mas só alguns parágrafos sem relevância, você acabou de perder a oportunidade para uma venda.
  2. Experiência de usuário
    Certificar-se de que você está fornecendo a melhor experiência de usuário e que é consistente em seu site, blog e meios de comunicação social, bem como seus esforços off-line.

Quanto mais valor você fornecer com seu conteúdo fundacional, quanto mais desejável você se tornar, mais confiança você constrói, mais você atrai a pessoa que estão do outro lado dessa busca. Mais uma vez, qualquer coisa que vai torná-lo menos sobre você e mais sobre eles.

A chave é equilibrar todo o seu conteúdo fundacional com algum conteúdo de construção da comunidade, e aí, você ganhou a internet.

 

O ângulo no conteúdo da construção da comunidade

As primeiras coisas primeiro. Só porque você tem um blog, não significa que você sempre tem que escrever sobre o material que você vende (lembre-se a regra 80/20?). O mesmo vale para os seus meios de comunicação social. Isso fica velho rápido e pode ser bastante limitante em termos da audiência com a qual você pode se envolver. É recomendada a promoção dos seus produtos ou serviços em seu blog, mas trabalhe para manter isso dentro dos 20% do seu tempo.

Concentre-se no desenvolvimento de conteúdo de construção da comunidade em seu blog. É a potência que pode ajudá-lo a atingir os objetivos que você tem para o seu negócio, e também atrair os clientes (certos) para a sua comunidade. Mas, novamente, a mesma coisa se aplica: se despeça da auto-promoção.

O conteúdo de construção da comunidade podem ser posts em formatos de infográficos.

Conteúdo de construção da comunidade também pode ser um vídeo como essas atualizações sobre seus produtos.

… ou ainda mais em profundidade recursos como e-books, whitepapers ou guias.

A linha chave do seu conteúdo de construção da comunidade é que o foco precisa estar em seu cliente. Não se destina a promover diretamente a sua empresa. Você quer gerar conteúdo que indiretamente comunica seus pontos fortes e ilustra sua experiência e conhecimento. Se seus clientes puderem encontrar o alinhamento com o que eles estão procurando e o conteúdo que você está fornecendo, as chances são de que eles estarão mais inclinados a não só fazer parte de sua comunidade, como também comprar seus produtos e serviços.

 

Antes de escrever seu conteúdo de construção da comunidade, considere coisas como:

  • Os objetivos de seu (potencial) cliente
    Você sabe quais são seus objetivos para o seu negócio, mas que sobre os objetivos de seu público-alvo? Quais são as suas intenções com o seu conteúdo?
  • Profundidade em seu conteúdo
    Em que você pode ajudá-los a aprender ou a entender melhor? Você pode mudar de ideia sobre um equívoco da indústria ou desafiar suas crenças sobre um determinado assunto?
  • Satisfazendo uma necessidade
    Como você pode satisfazer suas necessidades? Você pode fornecer conselhos, idéias, instruções, sugestões, um guia? Seu objetivo é se concentrar em fornecer conteúdo de qualidade que as pessoas realmente querem (e estão procurando).

 

Como você está criando conteúdo de construção da comunidade, considere seguir o princípio 70/20/10 assim como Ian Lurie, Tom Cruise, e o cara da Coca-Cola.

A essência básica dentro de sua estratégia de conteúdo deve se parecer com isso: 70% do seu conteúdo deve ser uma mistura de material mainstream (conhecimento, conselhos e how-to tipo de conteúdo); 20% segue a mesma linha dos 70%, mas com um pouco de risco (controverso ou tentando atrair um novo público); E 10% é o material super legal que pode completamente bombar, mas mostra seu lado inovador.

A única coisa sobre esta abordagem é que ela irá ajudá-lo a desafiar a direção do seu conteúdo de construção da comunidade para que você evite apenas criar o mesmo tipo de coisas repetidamente (o que proporcionará uma experiências mais emocionante para seus usuários). Ela vai tanto satisfazer seus clientes existentes e membros da comunidade e atrair novas pessoas que ressoam com o que você está colocando lá fora.

Ainda mais importante, o princípio 70/20/10 vai empurrar quem você é como uma empresa que é realmente importante quando você está crescendo uma comunidade. Seu conteúdo de construção da comunidade precisa fazer uma declaração sobre a sua marca, mostrando a sua comunidade o que você é capaz de e no que você acredita. Todas as coisas que irão atraí-los para você (e mantê-los lá).

Resoluções finais

3 coisas para manter em mente:

  1. Não há fórmula mágica
    É realmente importante ter uma estratégia de conteúdo que irá ajudá-lo a trabalhar em direção às metas do seu negócio. E também é muito importante que você crie um plano de execução que irá ajudar a traduzir todas as coisas que você deseja realizar em peças acionáveis, mastigáveis. Mas tenha em mente que não há número mágico de posts que atrairão clientes para o seu negócio e sua comunidade. É a qualidade do seu negócio, seu conteúdo e você.
    À medida que você trabalha para desenvolver conteúdo forte, tenha em mente que este é um processo contínuo que envolve iteração constante. Não planeje um calendário de execução por mais de alguns meses. Deixe a sua estratégia conduzir, mas ouvir o seu conteúdo. Permita que a liberdade seja ágil e mude o curso baseado em o que acontece quando seu índice é liberado realmente.

 

  1. Leve de volta aos seus objetivos
    Permita que seu conteúdo o leve em viagens inesperadas. Esteja aberto a novas idéias, considere o feedback que você está recebendo nos comentários do blog e de pessoas que fornecem informações na vida real. Se um tópico em sua estratégia de repente se torna urgente, mova-o para cima em seu plano de execução. Seja flexível. Apenas certifique-se de que sempre que você está focado em seus objetivos. Quando você garante que seu conteúdo está sempre alinhado com seus objetivos de negócios e com o que seus clientes precisam, você está limpando o ruído. Você está ficando concentrado em produzir o que é importante, o que ajuda a reduzir a ansiedade, a carga de trabalho e mantém você no caminho certo

 

  1. Um bom conteúdo é um investimento na sua empresa
    Conteúdo de qualidade é um recurso que gera valor para seu negócio. Quer se trate de um blog, guia, whitepaper, estudo de caso, infográfico ou vídeo, o seu conteúdo vai atrair as pessoas para o seu negócio e sua comunidade (em curso).A criação de conteúdo valioso nem sempre é uma tarefa rápida e fácil. Se você está se comprometendo com isso para seu próprio negócio ou você é uma agência ajudando um cliente com conteúdo, vai levar algum tempo.Comece pequeno. Descobrimos com nossos clientes que comprometer-se com dois pequenos posts (de qualidade) por mês é uma frequência realista (mas depende de seus objetivos e de sua estratégia). Se você está desenvolvendo conteúdo que é mais extenso como um guia em profundidade ou um infográfico, reduza a freqüência no mês.

 

Seu conteúdo serve tem uma finalidade

A construção e crescimento de uma comunidade em torno de seu negócio pode ser feito com um investimento em uma boa estratégia, conteúdo e um monte de trabalho duro. Tenha em mente que seu conteúdo não serve apenas para classificar, mas sim a servir a um propósito. Molde as pessoas com o seu conteúdo de construção da comunidade e, em seguida, embale seu conteúdo fundamental tão cheio de valor assim, fazer a venda é o próximo passo natural.

De quais maneiras interessantes você está integrando o valor em seu conteúdo? você viu outras companhias que fazem isso? Eu adoraria que você compartilhasse suas experiências nos comentários abaixo.

Fonte: https://moz.com/blog/attract-customers-to-your-community-with-content

Nygma Multimedia

Nygma Multimedia

Agência Digital de Marketing de Conteúdo e Produção de Conteúdo Multimídia